Warriors



   The Index
 Ateus.net
 Brathair
 Ceticismo, Ciência e Tecnologia
 Crônicas da Ciméria
 Fuego de Metal
 Infinite Metal
 Metaleviatan
 Metal Archives
 Metal for all Mankind
 Metal Legion SC
 Metal Tributes
 My Favorite Metal Albuns I
 My Favorite Metal Albuns II
 Norse Mythology
 Northern Warriors
 Pérolas Religiosas
 Radical 2008
 Rivers of Gore
 T-Shirt Hell
 Tales from Hell
 Tech-BR
 The Course of Darkness
 Uncyclopedia
 Utilidades e Inutilidades
 Wookieepedia


Enemies

Carve your Runes here.


Do you want a silent attack?
Click Here.


An alliance with
GC is best viewed with Firefox 2



Pesquisa personalizada

Saturday, November 18, 2006

 

História do cu


Pouco tempo depois de Deus criar o homem, todos os órgãos do corpo recém-criado queriam ser o chefe. E os argumentos que cada um deles apresentou para assumir a chefia foram os mais diversos.

O cérebro dizia com a arrogância própria dos cérebros: "Eu penso por todos vocês. Eu sou a inteligência. Eu controlo tudo por meio das ações dos meus neurônios. Então, se alguém aqui tem que ser chefe, esse alguém sou eu."

"Nós é que devemos assumir a chefia, pois somos nós que transportamos todo o corpo aos mais diversos lugares. Ainda que o cérebro queira ir a algum lugar, se nós não quisermos levá-lo então o corpo não vai a lugar algum" falaram as pernas em coro recusando o falacioso argumento da cinzenta massa.

E as mãos: "Isso é pura bobagem. Nós executamos todo o trabalho e é com ele que ganhamos dinheiro para o corpo sobreviver. É com esse dinheiro que todo o resto do corpo se mantém. Nós vamos ser o chefe."

"Onde não há sangue não há vida. Quem manda o sangue a todas as partes do corpo sou eu. Portanto, eu devo ser o escolhido". Foi o que o coração falou tentando deixar de lado toda a emoção do momento.

A certa altura, ninguém entendia mais o que os outros falavam, pois todos falavam ao mesmo tempo, até a própria boca. Os pulmões ficaram arquejantes. Os olhos, irritados. O fígado e os rins reclamavam e, até mesmo, os intestinos se manifestaram provocando um grande mal-estar.

De repente, fez-se um inexplicável silêncio e ouviu-se uma voz muito grave e solene:

- Quem vai ser o chefe sou eu.

Quem falava isso era o Cu. E todos deram uma sonora gargalhada. Afinal de contas, ele nunca havia sido levado a sério. Nunca nada fizera por merecer qualquer atenção, a não ser alguns ruídos ininteligíveis e fedorentos. E merda, muita merda. Mas o Cu insistiu:

- Quem vai ser o chefe sou eu. Querem ver?

E mais não disse. Nem fez. Fechou-se em si mesmo, ou em copas como dizem alguns, numa imagem bem apropriada. Enfim, deixou de funcionar.

Em poucos dias, o cérebro não mais conseguia raciocinar direito. Os olhos ficaram embaçados. As pernas não mais se punham em pé e as mãos pendiam flácidas sob braços enfraquecidos. As batidas do coração ficaram imperceptíveis de tão débeis. Os pulmões estavam nas últimas. Todos sobreviviam com dificuldade. O corpo estava à beira da da morte.

Sem alternativa, todos os órgãos concordaram em reunir-se ao final do expediente. E todos concordaram que o Cu foi designado, aclamado e aceito por todos como Chefe.

A partir daí, as coisas começaram a se normalizar. Cada uma das partes do corpo fazia o seu trabalho enquanto o Olho do Cu a tudo observava, organizava e dirigia. Mas, principalmente, fazia o que dele se esperava: merda, muita e muita merda tal como convém a qualquer chefe digno dessa função.

A partir daí, soube-se que não é necessário ser um cérebro nem ter uma grande inteligência para ser o Chefe. Um simples Cu, que passa todo o tempo a fazer merda, pode muito bem ser o Chefe.

Labels:


Comments:
haahahahu que palha
 
Inspirador.
AHHAHAHAHAHA!
 
rsrsrsr nossa ....
 
hahaha
Mais pura verdade !!
Que chefe que não faz merda?


hsauhsuahsua
 
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
nossa que cu do mal em
 
Nunca ví melhor inspiração, cara!
Meus parabéns, você estava bem inspirado para escrever isso e acho que foi o seu chefe quem mandou você escrever, não foi? ...
Brincadeirinha, hein. Não leva a mal. Bom demais.
 
Post a Comment



<< Home

Archives

08.2006   09.2006   10.2006   11.2006   12.2006   01.2007   02.2007   03.2007   04.2007   05.2007   06.2007   07.2007   08.2007   09.2007   10.2007   11.2007   12.2007   01.2008   02.2008   03.2008   04.2008   05.2008   06.2008   07.2008   08.2008   09.2008   10.2008  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?